Putin invadiu a Ucrânia mas uniu o mundo

Advertisements

A Rússia começou a invasão à Ucrânia no dia 24 de fevereiro e, desde então, isso tem provocado a mobilização do mundo inteiro. Países, empresas e indivíduos se uniram para pedir que Putin pare a guerra, e continuam juntos para aplicar punições à Rússia. Veja algumas maneiras como o mundo está unido em prol da Ucrânia.

1. Suíça abandona séculos de neutralidade

Há séculos a Suíça é uma nação neutra. Porém, com a intensificação dos ataques russos à Ucrânia e a ameaça anti-democracia representada por Putin, a Suíça decidiu abandonar a sua neutralidade e vem adotando as sanções que outros países já implementaram.

2. Ataque da Anonymous

O grupo hacker Anonymous está atacando e derrubando diversos sites de notícias russos e bielorrussos para impedir a disseminação de informações pelo estado. Além disso, eles vêm hackeando bancos nacionais e contas de elites russas.

Russian flag displayed on a laptop screen and Guy Fawkes mask are seen in this multiple exposure illustration photo taken in Krakow, Poland on March 1, 2022. Global hacker group Anonymous declared ‘cyber war’ against Russia. (Photo by Jakub Porzycki/NurPhoto via Getty Images)

3. Países vizinhos recebem mais de 1 milhão de refugiados ucranianos

Inúmeros países vizinhos da Ucrânia estão recebendo refugiados da Ucrânia de braços abertos, como a Polônia, Romênia, Eslováquia, Hungria, e Moldávia.

4. Taiwan envia 27 toneladas de suprimentos médicos

Taiwan, além de implementar sanções para prejudicar a economia russa, também se mobilizou para enviar 27 toneladas de suprimentos médicos para ucranianos. O ministério de relações exteriores do país ressaltou em um tweet: “Enquanto a China fica do lado da Rússia em uma ‘aliança ilimitada ‘, Taiwan está com a liberdade e a democracia, lutando contra a expansão do autoritarismo”.

5. Países neutros enviam armas para o exército ucraniano

Países com histórico de neutralidade, como a Finlândia, Suécia, Irlanda, Áustria e Vaticano já condenaram as ações de Putin. A Finlândia e a Suécia foram além e enviaram suporte militar e ajuda para as tropas de resistência.

6. Celebridades mostram suporte

Nas redes sociais e eventos de mídia, celebridades do mundo inteiro vêm mostrando suporte à Ucrânia. Muitos deles usam as suas páginas para conseguir doações de fãs, enquanto outros doam a mesma quantidade que os seus seguidores.

7. Elon Musk libera Starlink em território ucraniano

Até mesmo o bilionário Elon Musk está se solidarizando, e já liberou a internet via satélite da Starlink em território ucraniano. 

8.  Um mapa de casas que aceitam refugiados

No dia 28 de fevereiro, a página Visegrád24 publicou um mapa de casas abertas para refugiados ucranianos. “A hospitalidade polonesa não é um mito!”, diz a publicação.

9. Estados Unidos e UE cortam bancos russos do sistema SWIFT

Vários países removeram bancos russos do sistema SWIFT, que facilita transferências monetárias internacionalmente.

10. Russos protestam, mesmo sabendo das consequências

Vários cidadãos russos que não aprovam as invasões estão indo às ruas para protestar, mesmo sabendo das consequências – Putin já pediu a prisão de milhares de protestantes russos.

11. Facebook e TikTok banem mídia estatal russa na europa

Para diminuir a propaganda do Estado russo e impedir que ela chegue a mais pessoas, redes sociais como o Facebook e TikTok baniram a mídia estatal russa no continente europeu.

12. Países mostram solidariedade com a bandeira ucraniana

Inúmeras cidades de diversos países vêm mostrando solidariedade com a bandeira da Ucrânia.

13. Empresas boicotam produtos russos/multinacionais deixam a Rússia

Algumas empresas estão parando de vender os seus produtos com origem russa ou de marcas russas, enquanto outras suspenderam as suas atividades em território russo. A Apple, por exemplo, fechou todas as suas lojas no país, enquanto os negócios de streaming não estão fazendo lançamentos por lá.

14. Mundo esportivo pune Rússia ao banir o país de eventos 

O mundo esportivo também está punindo a invasão russa, banindo o país das Olimpíadas, a Copa do Mundo, e cancelando eventos esportivos com atletas e times russos na competição.

15. Google Maps desliga dados ao vivo na Ucrânia

Para proteger a segurança das comunidades e cidadãos ucranianos, o Google Maps não mostra mais os dados ao vivo sobre trânsito e tráfego de pessoas em estabelecimentos do país.

Loading...